Sudeste é a região que mais sofre com malwares no Brasil

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Sudeste é a região que mais sofre com malwares no Brasil

A empresa de segurança PSafe divulgou um novo relatório a respeito dos perigos digitais no Brasil. O mapeamento detalha o mês de maio no país e traz os dispositivos mais afetados, os golpes mais comuns e até as regiões em que mais vítimas caem em ciladas.

Segundo o Mapa de Ameaças Digitais, foram 2,1 milhões de malwares detectados somente no mês passado. E São Paulo é o estado “campeão” nessa categoria, acumulando 1,2 milhão de ameaças — quase o triplo do segundo colocado, o Rio de Janeiro. Issi significa que, a cada dez ataques, três acontecem em SP. Completam a lista Minas Gerais, Bahia e Pernambuco.

O mapa do crime

Em termos de regiões, o Sudeste fica em primeiro (2,14 milhões), seguido de Nordeste (1,17 milhão), Sul (513 mil), Norte (309 mil) e Centro-Oeste (308 mil). Os dispositivos móveis, como smartphones, tem aparecido cada vez mais como potencial para ataques — afinal, trata-se de um mercado que não para de subir no Brasil.

Publicidade

Enquanto o malware ainda é a ameaça mais comum, outros tipos de crimes virtuais também apresentaram números bem expressivos. Cavalos de Troia (trojan), adwares (que exibem anúncios sem você pedir), risware (programas normais que podem ser modificados e virarem de risco) e PUA (apps potencialmente não-solicitados, instalados junto com outros serviços).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *